STF agora atropela legislativo: Celso de Mello cobra pressa da Câmara,em decisão sobre impeachmen

O ministro do STF Celso de Mello, que deve deixar a Corte dentro de tres meses, continua marcando posição neste final de carreira como magistrado da Suprema Corte. Na terça-feira, Mello anunciou envio à Câmara, de requerimento de informações sobre o andamento de pedidos de impeachment do presidente Jair Bolsonaro.
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rechaçou apressa do ministro do STF,e disse nesta terça-feira que abrir um processo de impeachment contra Jair Bolsonaro (sem partido) no atual momento aprofundaria ainda mais a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2).