Surpresa: ação de Bolsonaro no STF contra censura recebe críticas da grande imprensa

A ação proposta pelo presidente Jair Bolsonaro junto ao STF contra a decisão do ministro Alexandre de Moraes,que censurou e bloqueou contas de Facebeook e Instagram de dezenas de pessoas, por supostamente estarem vinculadas e defendendo idéias conservadoras de direita, vem merecendo criticas de representantes da chamada grande imprensa.
A ADIn (Ação Direta de Inconstitucionalidade) apresentada ao STF,sustenta o valor defendido pela Constituição de liberdade de  expressão,e recorda que o próprio STF,inclusive o ministro Alexandre de Moraes, em julgamentos anteriores, sustentaram posição contra qualquer censura a livre manifestação de pensamento, idéias ou mesmo críticas.
Os representantes da grande imprensa atribuem a ação como um ato “em defesa dos apoiadores de Jair Bolsonaro” quando na verdade, a medida preserva a todos de futuras medidas arbitrárias do STF ou de alguns de seus ministros.