TRF4 CREDENCIOU JORNALISTAS DE VÁRIOS PAÍSES PARA JULGAMENTO DO DIA 24

SONY DSC
SONY DSC

Dentre os 300 jornalistas credenciados pelo Tribunal Regional Federal da 4ª, Região em Porto Alegre, para a cobertura do julgamento do recurso à pena imposta ao ex-presidente Lula – 9 anos e seis meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro – existem jornalistas da Inglaterra, Estados Unidos, China, Japão, Alemanha, França, Espanha Dinamarca, Catar e Argentina. São 43 correspondentes estrangeiros e cerca de 250 profissionais de imprensa do Brasil, que estarão nas áreas destinadas à cobertura jornalística do julgamento.

HEINZE PODE DESISTIR DA PRÉ-CANDIDATURA

81c2e071-843d-4abc-a26d-397afe451550

Pré-candidato ao governo do Rio Grande do Sul pelo Partido Progressista- que participa da gestão do governador José Ivo Sartori, do PMDB – , o deputado federal Luiz Carlos Heinze divulgou ontem nas redes sociais, uma manifestação na qual dá sinais de que poderá rever esse projeto. Heinze diz que “alguém no partido não quer a candidatura própria”. O adiamento da realização da prévia interna irritou o deputado, que declarou: “neste momento, estou repensando sim a minha posição,não por medo de prévias. Mas pela demora de um grande partido,o maior partido do Rio Grande, que está de achicando.”

COLLOR VEM AÍ?

Foto oficial do presidente Fernando Collor de Melo.
Foto oficial do presidente Fernando Collor de Melo.

Vinte e seis anos depois de sair do poder após sua renúncia, que precedeu o imediato julgamento do processo de impeachment,o ex-presidente senador Fernando Collor (PTC) disse ontem em entrevista ao radialista Alves Correa, na Rádio Arapiraca (Alagoas) que cogita disputar a presidência da República este ano. Collor pressentiu que uma eleição sem Lula, teria ele, Jair Bolsonaro e Geraldo Alckmin (PSDB) como polarizadores.

ELISEU PADILHA

eliseu_padilha11

Por recomendação médica, o ministro da Casa Civil da presidência da República, Eliseu Padilha, reduziu o ritmo de trabalho e fará uma revisão médica. Padilha submeteu-se em fevereiro do ano passado a uma severa cirurgia de próstata no hospital Moinhos de Vento em Porto Alegre. Porém, à época, contrariando recomendação médica, retomou o intenso trabalho na Casa Civil sem cumprir o período de recuperação que lhe fora indicado.

CRÉDITO DO BANRISUL PARA MICROS PODERÁ GERAR 300 MIL EMPREGOS

33IMG_6092

O Banrisul apresentou ontem um programa especial de financiamento para micro e pequenas empresas,que poderá gerar 300 mil novos empregos no Estado. A expectativa otimista foi manifestada pelo presidente do Banrisul, Luiz Gonzaga Veras Mota, ao apresentar o Programa Especial de Crédito para Micros e Pequenas Empresas – Crédito Simples Banrisul, com dotação inicial de R$ 1,5 bilhão. O plano, pelas suas características – juro reduzido e valor disponível – torna-se, nas palavras do presidente do banco,” o maior programa de crédito para micros e pequenas empresas da história do estado”.

GOVERNADOR E VICE PRESTIGIARAM

download (7)

 

O governador José Ivo Sartori e seu vice, Paulo Cairolli participaram do lançamento do programa de crédito especial do Banrisul. Sartori comemorou, por esta e por outras iniciativas positivas do Banrisul, o acerto da sua estratégia de entregar a gestão do banco a servidores de carreira, abandonando a tradição dos seus antecessores, de lotear as diretorias entre os maiores partidos de apoio ao governo.

CIDREIRA FORA DOS PLANOS DA CORSAN?

Foto:  Itamar Aguiar / Palácio Piratini
Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini

No litoral Norte, o município de Cidreira foi um dos poucos a ficar, por enquanto, de fora do pacotão de obras de água e saneamento que envolve recursos superiores a R$ 450 milhões. No caso, o problema tem um motivo relevante: “ não conseguimos nos entender com a Fepam”, explica o diretor de Expansão da Corsan, Marcus Vinicius Caberlon. A revelação foi feita durante o encontro promovido pela Corsan e Famurs esta semana na Câmara de Tramandai,para debater com as comunidades, alternativas de parcerias para o saneamento. Mesmo assim, conhecido pela capacidade de realizar façanhas impossíveis, desde que comandou o Samae, Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto nas gestões de José Ivo Sartori em Caxias do Sul, Caberlon deixou claro que, em relação à obra em Cidreira,ainda não jogou a toalha.

MPF QUER AUMENTAR PENAS APLICADAS A LULA

jqorsfe7r_4ap0zbiwm2_file

Um dado importante que estará em julgamento pelo Tribunal Regional Federal da 4a. Região,no recurso que envolve o ex-presidente Lula no próximo dia 24: no caso da pena do tríplex, Sérgio Moro condenou Lula e Léo Pinheiro por um crime de lavagem de dinheiro e corrupção. O Ministério Público Federal afirma que a pena deve ser aumentada porque os dois incorreram três vezes no crime, pois ocorreram em períodos diferentes – aquisição do apartamento, reforma e decoração do imóvel. Além de recorrer das penas aplicadas por Moro, os procuradores da força-tarefa pediram ainda que seja estabelecido um valor maior para a reparação do dano causado aos cofres públicos. O juiz Sérgio Moro estabeleceu R$ 16 milhões, mas os procuradores pedem R$ 87,6 milhões.

ENFIM, O HOSPITAL REGIONAL DE SANTA MARIA

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL 23.03.15: O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, acompanhado dos secretários estaduais da Educação, Vieira da Cunha, da Saúde, João Gabbardo e, da Segurança Pública,  Wantuir Jacini participou,  da cerimônia de entrega micro-ônibus escolares e viaturas para a  Brigada Militar, Polícia Civil e Saúde, realizada na manhã de hoje (23) no Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF), em Porto Alegre . Foto: Karine Viana/Palácio Piratini
PORTO ALEGRE, RS, BRASIL 23.03.15: O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, acompanhado dos secretários estaduais da Educação, Vieira da Cunha, da Saúde, João Gabbardo e, da Segurança Pública, Wantuir Jacini participou, da cerimônia de entrega micro-ônibus escolares e viaturas para a Brigada Militar, Polícia Civil e Saúde, realizada na manhã de hoje (23) no Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF), em Porto Alegre . Foto: Karine Viana/Palácio Piratini

O ministro da Casa Civil confirmou ontem,o que parece ser a melhor solução encontrada para colocar logo em funcionamento o hospital regional de Santa Maria: o governo federal garantir os recursos para uma parceria do governo gaúcho com a Fundação Universitária de Cardiologia. O Instituto será contratado pelo Estado para administrar o Hospital Regional de Santa Maria, que que se encontra concluso há três anos. Nesse período, mesmo fechado, o hospital já custou R$ 60 milhões para sua manutenção.

GOVERNADOR SUGERE QUE DISPUTA POLÍTICA FIQUE PARA TRÁS

WZ_P748e

Nos bastidores,o que tem atrasado uma solução nos últimos anos para o caso,é uma queda de braço política, distante dos olhos da comunidade regional. Ontem,o governador José Ivo Sartori fez o anúncio oficial. O governador mostrou não desconhecer a existência de uma disputa politica que tem atrasado a solução para o caso, ao afirmar que “A questão do hospital deve ser tratada com seriedade e prioridade. Não se resolve esse desafio com discurso, mas com atitude. Inclusive espero, sinceramente, que ninguém faça exploração política de um assunto tão sério como a saúde pública. Chega de puxar para trás. Vamos nos unir e seguir em frente”.

GENERAL ETCHEGOYEN ASSUME PROTAGONISMO

download (3)

É do general gaúcho Sérgio Etchegoyen, do GSI (Gabinete de Segurança Institucional da presidência da República) todo o protagonismo no trabalho de inteligência em torno das manifestações convocadas para a próxima semana, em Porto Alegre. Etchegoyen tem atualizado relatórios levados ao presidente Michel Temer, monitorando as providencias e assegurando que as forças de segurança locais têm condições de contornar qualquer situação mais delicada que possa ocorrer em função de eventual radicalismo. Polícia Civil, e Brigada Militar contarão com eventual respaldo de forças federais, se for necessário. A análise do GSI observa porém, que o Ministério Público nesse caso, tem se mantido um tanto distante do caso.

MINISTRO JUNGMANN ASSISTE DE CAMAROTE

download (2)

A retirada do ministro da Defesa Raul Jungmann de qualquer protagonismo nos dispositivos de segurança em Porto Alegre foi resultado de sua desastrada declaração, minimizando pedido de providencias formulado pelo prefeito da capital gaúcha, Nelson Marchezan Júnior. No episódio, Jungmann falou mais como militante comunista do PPS, que como ministro da Defesa.

O Blog de Flavio Pereira