Padre Daniel Araújo: uma presença marcante na Região Metropolitana gaúcha.

Um momento de consternação esta semana em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre durante o sepultamento do prefeito Valdir Elias, conhecido como Russinho, registrou a presença do Padre Daniel Araújo na encomendação religiosa que sensibilizou a todos os presentes.
Na verdade,o padre Daniel Araújo, membro da Diocese Anglicana do Brasil, tem se tornado um personagem cada vez mais conhecido em Viamão, e em diversas comunidades onde desenvolve seu trabalho social e religioso. Em batizados, casamentos, atos fúnebres e apoiando iniciativas comunitárias, o Padre Daniel Araújo tem sido presença marcante.
Em Torres, no litoral Norte gaúcho, tem levado palavras de conforto aos membros da Associação dos Idosos.
Na Rádio Pampeana FM da região metropolitana de Porto Alegre, uma emissora web com imagens no Facebook, Padre Daniel Araújo comanda uma missa às quartas feiras ás 19 horas, e aos domingos às 9 horas, para um publico das redes sociais, que não para de crescer, e ultrapassa fronteiras.
Esta presença nas comunidades, e a popularidade que aumenta já foram motivo para que Padre Daniel Araújo recebesse convites de partidos politicos para ingressar na vida pública. Mas diz que respeita quem resolve entrar na politica para ajudar as pessoas, porém prefere dedicar todo o seu esforço no momento, ao trabalho religioso e social.

Prefeito que mandou derrubar busto do Marechal Costa e Silva quer fechar cidades para conter o vírus.

Atual presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul, Emanuel (Maneco) Hassen, prefeito de Taquari pelo Partido dos Trabalhadores, não quer que os prefeitos gaúchos tenham autonomia para definir as medidas de funcionamento dos serviços em cada cidade, recusando a proposta do governador Eduardo Leite de descentralizar o processo de Distanciamento Social. A decisão do presidente da Famurs dividiu a entidade. Dezenas de prefeitos querem autonomia para definir o funcionamento da economia, utilizando critérios locais. Hassan foi o mesmo que mandou, em 2014, derrubar, na entrada da cidade, o busto em homenagem ao marechal Artur da Costa e Silva, que foi presidente do País durante o governo militar (1964-1985). O ex-presidente nasceu em Taquari.