NOVO CÁLCULO DO GOVERNO GAÚCHO,MOSTRA DESPESA DE 70,2% DA RECEITA COM PESSOAL

GD_20170926111022lalalalalal

No encontro realizado ontem em Brasília para harmonizar as controvérsias entre o Estado e a União, para permitir a adesão do Rio Grande do Sul ao plano do governo federal que auxilia os estados em dificuldade financeira, ocorreram avanços. O vice-governador José Paulo Cairoli, que liderou o grupo gaúcho no encontro da Câmara de Conciliação criada na Advocacia Geral da União, avaliou que “conseguimos avançar em vários aspectos sobre o nosso plano de adesão, inclusive na divergência sobre os cálculos de gasto com pessoal e os serviços da dívida.

OS NOVOS NÚMEROS DA DESPESA COM PESSOAL

5-despesas-que-a-sua-empresa-pode-reduzir-agora-mesmo1

O estado apresentou um novo cálculo das despesas com pessoal, que inclui os gastos com pensões, assistência médica e imposto de renda retido na fonte., o eu eleva o comprometimento da folha e da dívida em 2016, que chegaria a 70,2% da receita corrente liquida. Esse percentual permite ao estado aderir ao Regime de Recuperação Fiscal para renegociar sua dívida com a União.

MINISTROS TUCANOS PODEM FICAR NA COTA PESSOAL DE TEMER

download (1)

Rebatido pelo ministro das relações exteriores Aloysio Nunes, que no passado, atuou como segurança do terrorista Carlos Marighella, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que Aloysio pode continuar na Esplanada, como cota pessoal do presidente Michel Temer. Nunes, ao contrário do que afirma Eliseu Padilha, nega que o PSDB tenha saído do governo, embora as votações no congresso mostrem o contrário. Percebendo o apego de Aloysio Nunes o cargo, Padilha sugeriu que “o ministro Aloysio pode vir a ser um ministro da cota pessoal do presidente”.

PROCURADOR TERIA FEITO “DELAÇÕES A LA CARTE”

captura-de-tela-2017-09-19-as-16-59-27

Pegou fogo depoimento prestado ontem à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da JBS, pelo advogado Rodrigo Tacla Duran. O momento forte foi quando ele acusou o ex-procurador Marcello Miller de preparar “delações a la carte”. Duran contou aos parlamentares, em videoconferência, que Miller tentou negociar com ele seu acordo de colaboração premiada e o incitou a dizer quais políticos e autoridades públicas poderia entregar.

O MIMIMI DOS REITORES

mendonca-filho

Apesar do mimimi dos reitores de universidades federais,a verdade foi motrada ontem pelo ministro Mendonça Filho,da Educação. Ele demonstrou que o MEC liberou 100% da verba de custeio prevista para todas as universidades federais em 2017. Com todo o orçamento liberado,fica evidente que nas instituições que enfrentam dificuldades, o problema só pode ser de má gestão.

O Blog de Flavio Pereira