TEMER TROUXE ESTABILIDADE E CRESCIMENTO? É PRECISO MANTER ISSO AÍ!

Presidente Michel Temer, ministros Moreira Franco (Secretaria-Executiva o Programa de Parcerias de Investimentos), Ronaldo Nogueira (Trabalho), Eliseu Padilha (Casa Civil), Henrique Meireles (Fazenda),Dyogo Oliveira (Planejamento) e Ives Gandra da Silva Martins Filho (presidente do TST), durante a cerimônia de assinatura de MP com Medidas do Programa de Manutenção e Geração de Empregos, no Palácio do Planalto. Brasilia, 22-12-2016. Foto(Sérgio Lima/Poder 360).
Foto (Sérgio Lima/Poder 360).

O presidente Michel Temer, gostem ou não dele, considerem-no ou não simpático, promoveu uma transformação na vida do país, desde que assumiu há um ano e sete meses. De uma economia destroçada, entregou até gora – mesmo sem promover as duas reformas cruciais: Previdência e Tributária – um país com segurança jurídica, respeitabilidade internacional da sua economia, e índices positivos nos principais indicadores. É claro que estes índices contribuem pra melhora a imagem do presidente,o que faz muitos torcerem para que tudo dê errado. Mas,em se tratando de todo esse acervo de medidas eu mudaram a vida do país para melhor, vale uma frase do próprio Temer: “É preciso manter isso aí”.

A QUEM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA ATINGE?

Aposentadoria Busca-AM (9)-kWVF-U201874767597oLG-1024x683@GP-Web

O presidente Michel Temer criticou mais uma vez, a disseminação de notícias equivocadas, citando como exemplo a informação errada de que a idade mínima de aposentadoria – 65 anos para homens e 62 anos para mulheres – valeria logo no dia seguinte à aprovação da reforma. “Ao longo de 20 anos é que se vai atingir a idade limite de [mais de] 60 anos”, contestou o presidente, numa referência à regra de transição da reforma.

SARTORI E TEMER: CADA UM COM SEUS DESAFIOS

20171123-sartori-brasilia_governo

Se o desafio do presidente Michel Temer é aprovar a Reformada Previdência, para liberar um gargalo do seu governo,e das gestões futuras,o dilema do governador José Ivo Satori é semelhante em relação à adesão ao RFF,o Regime de Recuperação Fiscal, que permite a renegociação da dívida com a União. Sartori se beneficiará apenas de um ano do acordo. Os demais anos serão aproveitados pelo próximo governador.

ALÔ, CARANGUEJOS

sartori-e-temer

Em relação a Temer e Sartori, as dificuldades têm origem semelhante: a oposição teme que, aprovando a Reforma da Previdência em Brasília,e o acordo da dívida no Rio Grande do Sul, acabem turbinando o Presidente e o Governador, no rumo de uma reeleição.

MAS HÁ DIFERENÇAS

Brazilian acting President Michel Temer gives the thumbs up during a meeting with mayors at the Planalto Palace in Brasilia, on July 13, 2016. / AFP / EVARISTO SA (Photo credit should read EVARISTO SA/AFP/Getty Images)
AFP / EVARISTO SA (Photo credit should read EVARISTO SA/AFP/Getty Images)

A diferença em relação a Temer,é que finalmente sua comunicação deixou de ser acadêmica, e encaixou, e o governo federal está conseguindo explicar claramente os principais itens e desfazer intrigas em relação à Reforma da Previdência.

O MIMIMI DO INDULTO

indulto-de-natal

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge,fazendo barulho: entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal contra o decreto publicado pelo presidente Michel Temer com regras mais brandas para a concessão de indulto de Natal a presos condenados. Ontem,a presidente do STF, ministra Carmen Lúcia, atendeu parcialmente ao pedido.

PARA GENOÍNO, INDULTO VALEU!

4f441f2820c513c356201c35f0be04dadb71b1ab

A memória seletiva do público,e de autoridades é incrível: em março de 2015,o plenário do Supremo Tribunal Federal decidiu, por unanimidade, confirmar o indulto concedido pela presidente Dilma Rousseff, e extinguir a pena do ex-deputado federal José Genoino (PT-SP). Genoino foi condenado pelo próprio Supremo no julgamento do mensalão e já cumpria pena em regime aberto.

GOVERNAR É TOMAR DECISÕES

download (1)

Andou bem o prefeito de Xangri-La, Cilon Silveira ao colocar em primeiro plano o bem estar da maioria, limitando a venda de bebidas alcoólicas no entorno da praça principal de Atlântida. Os atos de vandalismo e violência ocorridos em temporadas passadas, muitos deles envolvendo menores alcoolizados ou drogados, justificam plenamente a decisão de Cilon Silveira. Polícia Civil e Brigada Militar também terão papel de protagonismo, coibindo a comercialização de drogas.

O Blog de Flavio Pereira