PSOL pode aderir ao bloco anti-Bolsonaro criado por Rodrigo Maia e apoiar Paulo Pimenta para presidir a Câmara.

O deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) divulgou uma nota,  segunda-feira (21), defendendo a adesão da bancada do PSOL na Câmara dos Deputados ao bloco de Rodrigo Maia (DEM-RJ) na eleição da presidência em fevereiro do ano que vem.

O bloco de partidos anti-Bolsonaro que promete votar no candidato escolhido pelo grupo, é composto por 11 legendas: PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede.
Rodrigo Maia ainda não disse quem apoiará, mas os nomes cotados são os dos deputados Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) e Baleia Rossi (MDB-SP) e o de Paulo Pimenta, agora indicado pelo PT.

Classificando o conjunto de partidos de centro e esquerda como um “bloco democrático para disputar a presidência da Câmara e deter o avanço do bolsonarismo no Parlamento”,

Freixo defende que o PSOL apoie o bloco de Maia para barrar o nome do candidato governista Arthur Lira (PP-AL), líder do centrão.

O PT em nome da esquerda, apresentou ao bloco,o nome do deputado Paulo Pimenta para a presidenciada Camara.

Deixar uma resposta