Operação Acolhida,de apoio a refugiados da ditadura da Venezuela, pode ganhar o Prêmio Nobel da Paz.

O Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni comemora o sucesso da Operação Acolhida, que poderá resultar no Nobel da Paz 2021 para o Exército do Brasil, um dos grandes protagonistas deste trabalho.
O Exército do Brasil poderá ser indicado para a o Nobel da Paz de 2021, em função da Operação Acolhida, ainda em andamento e que tem acolhido milhares de refugiados da ditadura da Venezuela.
A Operação Acolhida segue em funcionamento no país, mesmo com a pandemia do novo coronavírus. Só em agosto, 1,3 mil venezuelanos participaram do processo de interiorização. Segundo informações do Ministério da Cidadania, a ação beneficiou no período cerca de 42 migrantes e refugiados por dia.

Em um comunicado oficial, a Organização das Nações Unidas (ONU) demonstrou seu reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo Exército Brasileiro na Operação Acolhida. Uma carta enviada pelo Coordenador Residente da ONU, Niky Fabiancic, destacou o compromisso e a dedicação da Força Terrestre na missão de apoio aos imigrantes e refugiados venezuelanos, que chegam ao Brasil a partir da fronteira em Roraima.

Um balanço da pasta mostra que, desde o início de 2020, mais de 13,9 mil estrangeiros foram contemplados. Os investimentos do governo federal neste ano já somam quase R$ 631 milhões.

E desde que a Operação Acolhida começou, em abril de 2018, até o mês passado, 41.146 venezuelanos tiveram a chance de buscar melhores condições de vida em mais de 608 cidades brasileiras.

Manaus foi a que recebeu mais venezuelanos (cerca de 4,7 mil); seguida por São Paulo (mais de 2,6 mil) e em terceiro lugar, Curitiba (2,5 mil).

Deixar uma resposta