Investigação da PF sobre fraudes com dinheiro da saúde chega a São Paulo

Crescem os casos de suspeitas em desvios dos milionários recursos que o Governo Federal destinou para que governadores e prefeitos adotassem medidas de combate ao coronavírus. As investigações que apuram desvios de recursos destinados à saúde começam agora, a chegar perto do governador João Doria e do prefeito da capital paulista, Bruno Covas. Ontem, mandados de busca e apreensão cumpridos no Legislativo paulista e na secretaria estadual da Saúde chamaram a atenção. Ao todo, no Estado, são 237 mandados de busca e 64 mandados de prisão temporária. O inquérito investiga suspeitos de pagar propina a agentes públicos para conseguir os contratos que, em geral, são superfaturados.

Os crimes investigados são fraude em licitações, falsidade ideológica, peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Em agosto, o Secretário de Transportes de São Paulo, Alexandre Baldy, foi preso pela Lava-Jato do Rio.

Deixar uma resposta