ESTÁ EXPLICADO

download (2)

As brechas legais utilizada pelo terrorista Cesare Battisti para permanecer no Brasil, após condenado na tália pela prática de três assassinatos, decorrem de uma lei de autoria do senador Aloysio Nunes,atual chanceler do Brasil. O que não causa surpresa: ele, Aloysio, integrante da ALN (Ação Libertadora Nacional), foi segurança e motorista do terrorista Carlos Marighella e retornou à vida pública beneficiado pela Lei da Anistia.

Deixar uma resposta

O Blog de Flavio Pereira