DECISÃO DO STF: MINISTROS E SEUS PARENTES NÃO PODEM SER INVESTIGADOS

O alerta do advogado Modesto Carvalhosa e do jornalista José Neumanne: “A partir de agora, as altas autoridades não podem mais ser investigadas pois estão acima da lei e podem praticar todo o tipo de corrupção e demais ilícitos em decorrência do exercício criminoso de seus cargos. Esta é a determinação do TCU – Tribunal de Contas da União – seguindo o exemplo de Toffoli, Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes, que impedem as investigações em torno deles mesmos. Estão todos receosos das revelações de suas atividades ilícitas no exercício de seus intocáveis cargos. Dentro desse sórdido esquema de acobertamento criminoso, o ministro do TCU – Bruno Dantas – ordenou a Receita que “entregue em até 15 dias àquela Corte, a relação dos processos e fiscalizações que, nos últimos cinco anos, envolveram integrantes e ex-integrantes das cúpulas dos três Poderes, além de seus cônjuges e dependentes”.

Deixar uma resposta