Rodrigo Maia convida Felipe Neto para debater projeto das Fake News.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), convidou o comunicador e youtuber Felipe Neto para uma reunião destinada a debater o projeto das Fake News que tramita na Câmara. O influenciador, que é opoisitor publico do presidente Jair Bolsonaro, aceitou o convite. Felipe Neto esteve envolvido em denúncias de pedofilia nas mensagens que divulga para crianças e adolescentes, mas chegou a processar alguns autores dessas especulações e fake news. Maia quer ouvir Felipe Neto, segundo ele, “para melhorar o projeto das Fake News”.

“Fechamento do comércio causa recessão, miséria e o socialismo” afirma Jair Bolsonaro

 

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar o fechamento do comércio e os prejuizos que essa medida adotada por governadores e prefeitos causam à economia e à saúde das pessoas.”O fechamento do comércio provoca recessão,e em cima da miséria vem o socialismo. É isso que voces querem para o Brasil?” indagou ontem o presidente Jair Bolsonaro,ao conversar com jornalistas depois da solenidade de entrega de um condomínio residencial do programa Minha Casa, Minha Vida em Bagé, no Rio Grande do Sul. Ele explicou que “não tive problema nenhum, zero” referindo-se à recuperação pelo contágio do Covid-19. Segundo ele, o “mofo no pulmão” que mencionou há alguns dias, “foi maneira de dizer”. Comentou que “a grande midia me massacrava, e eu sempre falei: não tem como fugir, ninguém vai escapar. Eu sabia que um dia eu ia pegar, e creio que quase todos vocês ainda vão pegar também. Porém, temos que frente. Lamento muito as mortes que têm todos os dias, mas faz parte de vida. Eu estudei a cloroquina, junto de médicos. E quando você não tem alternativa, não proíba. Todos sabemos que não tem comprovação científica, mas também não há comprovação e ninguém dizendo que não funciona”, argumentou na coletiva de ontem com os jornalistas em Bagé.

Prefeito de Santana de Livramento é novamente afastado do cargo.

O prefeito de Santana do Livramento, na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai, Solimar Charopen Gonçalves, voltou a ser afastado pela Justiça pouco mais de dois meses após retornar ao cargo. A determinação ocorreu na sexta-feira e atendeu a um pedido do Ministério Público. Além do prefeito, a secretária municipal de Cultura, Desporto e Turismo, Maria Regina Prado Alves, também foi afastada.

Segundo a decisão da 1ª Vara Cível da Comarca de Santana do Livramento, o afastamento ocorreu para “resguardar o erário e a moralidade administrativa”. Ico Gonçalves, como o prefeito é conhecido, e Maria Prado Alves são réus por atos de improbidade administrativa. Ambos tiveram os bens bloqueados.