Viúva que matou marido ganhador da Mega Sena, fica em prisão domiciliar

Adriana Ferreira Almeida Nascimento, conhecida como a Viúva da Mega-Sena, por ter matado o marido ganhador da Mega Sena,  ficará um mês em casa após ter passado o Natal com a família com autorização da Justiça. A ex-cabeleireira deixou o presídio no dia 24 de dezembro e só precisará retornar no dia 27 de janeiro por determinação da Vara de Execuções Penais (VEP) do Rio.

O retorno dos presos foi adiado por causa da pandemia do novo coronavírus. Todos os anos, os detentos que deixam o presidio para o chamado saidão de Natal precisam retornar em sete dias. Este ano, a volta dos detentos foi programada para o dia 27 de janeiro, mas é possível que haja novo adiamento do retorno, dependendo da evolução da pandemia no estado do Rio.

A viúva foi condenada a 20 anos de prisão por ser mandante do assassinato do marido, o ex-lavrador René Senna, que ficou milionário depois de ganhar na loteria. O crime ocorreu em janeiro de 2007, e ela está presa desde junho de 2018. Ela já cumpriu, ao todo, quase quatro anos da pena — em dois períodos: o atual e um logo após o crime, em que ficou presa um ano preventivamente, antes da sentença que a condenou.

Deixar uma resposta