SUDAM E SUDENE CUSTARÃO R$ 755 MILHÕES. SEM AUMENTO DO IOF

O ministro gaúcho Onyx Lorenzoni, chefe da Casa Civil, socorreu ontem o presidente Jair Bolsonaro, na declaração equivocada de que aumentaria o IOF, Imposto de Operações Financeiras, para custear os subsídios da Sudam e Sudene, estimados em R$ 755 milhões. Onyx foi claro em relação à declaração de Bolsonaro: “ele se equivocou. O que assinou foi a continuidade do projeto da Sudam e da Sudene. Não haverá aumento de impostos, e a solução de aumentar a carga tributária é “inaceitável”.

Deixar uma resposta