O RETORNO DAS PECS

praca-da-matriz

A estratégia da base do governo na Assembléia Legislativa ao deixar para o segundo semestre a votação das PECs (Propostas de Emenda Constitucional) vinculadas às exigências para a adesão do estado à renegociação da dívida com a União,leva em conta a possibilidade de negociar préviamente os 33 votos necessários. A negociação se intensifica no recesso.

Deixar uma resposta

O Blog de Flavio Pereira