DIFÍCIL A NEGOCIAÇÃO COM O TESOURO NACIONAL

Dívida-Pública

Terminou sem acordo ontem em Brasília a segunda reunião da câmara de conciliação que examina as exigências para o ingresso do Estado no Regime de Recuperação Fiscal . Agora,cada parte terá cinco dias pra apresentar alegações finais. A decisão sobre o impasse surgido com os números da despesa do estado com pessoal,ficará com a Advocacia Geral da União.

Deixar uma resposta

O Blog de Flavio Pereira