CONVERSAS NORMAIS

O ministro da Justiça e Segurança Pública disse que “são coisas absolutamente triviais no cenário jurídico” brasileiro conversas entre juízes, membros do Ministério Público e advogados. Moro mais uma vez reclamou do “sensacionalismo” da divulgação das conversas e disse que os culpados pelos impactos da Operação Lava Jato na economia são quem roubou, não os procuradores e os juízes. “O policial que encontra um corpo não é o responsável pela morte.”

Deixar uma resposta