01/01/2017 Carrossel de Informações

Governos federal e estadual aliviam finanças de prefeitos

Os prefeitos que encerraram suas administrações no sábado, não têm do que se queixar dos governos federal e estadual. O governo federal repassou, na sexta-feira, R$ 370 milhões (valor bruto) aos municípios gaúchos. O dinheiro é parte do que foi arrecadado com a multa paga pelos contribuintes que repatriaram recursos do exterior. Já, o governo do Estado conseguiu antecipar nas contas das prefeituras gaúchas, a primeira parcela do ICMS 2017 no valor de R$ 129 milhões.

Bloco dos independentes

Iniciando seu nono mandato como vereador, Reginaldo Pujol (DEM), que deverá presidir a Câmara de Porto Alegre no ano de 2018, desponta como o conselheiro dos demais vereadores. Ontem, ele na anunciou a criação de um bloco independente, justificando que “nem o bloco da situação, nem o de oposição nos representam. Somos independentes”.

Emendas para Santa Maria

Um dos mais leais parceiros políticos da ex-governadora Yeda Crusius (PSDB), o novo prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobon poderá capitalizar para a cidade,parte das emendas parlamentares a que terá direito a agora deputada federal. Yeda Crusius assumiu como titular na Câmara dos Deputados,a cadeira que pertencia ao novo prefeito de Porto Alegre,Nelson Marchezan Junior.

A justificativa de Cassiá Carpes

O vereador eleito de Porto Alegre, Cassiá Carpes (PP),embora pertencendo ao bloco que se opõe a PSol e PT,se absteve de votar no vereador Cássio Trogildo para a presidência da Câmara Municipal. Cassiá justificou sua decisão: “enquanto perdurar a medida liminar que mantém o vereador Cássio no mandato, acho que a Câmara não poderia indicá-lo para a presidência. Votaria nele se já existisse uma decisão definitiva na Justiça Eleitoral”. Na eleição de ontem, Cássio Trogildo obteve 29 dos 36 votos possíveis.

Sem espaço para amadores

O novo prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato (PTB) sinalizou na indicação das secretarias,que dispensa amadores em áreas estratégicas. Nas áreas vinculadas à Segurança Pública, deixou claro esse propósito: nomeou o Delegado de Polícia Ranolfo Vieira Júnior para o cargo de Segurança e o Coronel Rodolfo Pacheco para Secretário Especial da Defesa Civi. Além disso, anunciou ontem atos definindo 19 secretários e dois secretários especiais (coordenadorias). A antiga administração contava com 20 secretários e 11 secretários especiais. Além de reduzir secretarias e coordenadorias, Busato cortou 30% dos CCs (cargos de confiança).

Deixar uma resposta

O Blog de Flavio Pereira