STF HOMOLOGA DENÚNCIA QUE CITA CIRO GOMES EM PROPINA DE R$ 6,6 MILHÕES

Em acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República homologado pelo Supremo Tribunal Federal , executivos da Galvão Engenharia afirmaram que Lúcio Gomes, irmão do presidenciável Ciro Gomes (PDT), recebeu R$ 1,1 milhão em dinheiro vivo e captou mais R$ 5,5 milhões via doação oficial para seu partido, o PSB. O delator Jorge Henrique Marques Valença disse que Lúcio Gomes “orientava a empresa a procurar diretamente Ciro ou Cid para uma ‘conversa institucional’, na qual deveriam indicar a ordem dos recebimentos das pendências que deveriam ser cobradas”.

Deixar uma resposta