RENOVAÇÃO NA CÂMARA FEDERAL, CADA VEZ MAIS DIFÍCIL

RENOVAÇÃO NA CÂMARA FEDERAL, CADA VEZ MAIS DIFÍCIL

O critério adotado pela maioria dos partidos, de priorizar a eleição de deputados federais, acabou dificultando o surgimento de novos nomes na Câmara dos Deputados. As direções partidárias deram-se conta de que o número de deputados federais define o tamanho de um partido, e perceberam que é mais fácil reeleger os atuais nomes, já conhecidos, que apostar em uma novidade. Além disso, é o número de deputados que define o tamanho do fundo eleitoral, o espaço de propaganda gratuita , e o peso da participação nos governos. É por esta razão que nos maiores partidos, cada deputado terá entre R$ 1,5 milhão a R$ 2 milhões de “ajuda” para a reeleição. Isso, somado `máquina das emendas parlamentares,e da estrutura dos gabinetes, torna os atuais deputados práticamente imbatíveis. Em números: dos atuais 513 deputados, estima-se que cerca de 380 sejam reeleitos.

Deixar uma resposta