FUNARO E PADILHA DIZEM QUE YUNES É “MENTIROSO”

O operador Lúcio Funaro,e o ministro Eliseu Padilha negam a versão de José Yunes. Padilha afirma que não conhece Funaro. Funaro, na matéria, chama José Yunes de mentiroso. A versão de José Yunes é confusa,segundo o jornal. Ele negou que houvesse dinheiro vivo, como denunciou o ex-executivo da Odebrecht Cláudio Melo Filho em delação premiada. Yunes disse que só conheceu Funaro naquele dia. Na sua versão, o “pacote” depois foi retirado por outra pessoa, que ele não se lembra nem mesmo do nome.”

YUNES E A MARAU PARTICIPAÇÕES

Resultado de imagem para yunes e a marau particvipações

No GGN, seu blog de notícias, o jornalista Luís Nassif entrou ontem na confusão, e inventou um power point que tenta envolver o presidente Michel Temer no imbróglio de José Yunes. O intrincado e confuso quebra-cabeça mostra claramente que há uma tentativa de aproveitar esse episódio para criar uma crise ainda maior do que ela é. O documento revelado por Nassif, citando o Anonymus,é composto por 30 documentos, entre PDFs e Words, basicamente registros na Junta Comercial e em paraísos fiscais. A holding principal ali mencionada, é a Marau Administração de Bens e Participações Ltda.

CIRURGIA BEM SUCEDIDA

Ontem, um boletim médico do Hospital Moinhos de Vento em Porto Alegre indicou que a cirurgia urológica da próstata, a que foi submetido Eliseu Padilha, transcorreu sem problemas. Os médicos Claudio Teloken e Nilton Brandão da Silva recomendarão a permanência de Padilha no hospital durante 48 horas. A expectativa do ministro, é de retorno a Brasília no próximo dia 6 de março.

CHEIRO E ODOR NA ÁGUA. MAS NÃO FECHARAM A CETTRALIQ?

O cheiro e odor estranhos, na água distribuída para os porto-alegrenses pelo DMAE (Departamento Municipal de Agua e Esgoto) surpreende mais uma vez a todos. Afinal, em agosto do ano passado, a Cettraliq teve suas atividades suspensas, sob a suspeita de causar alteração no sabor e no cheiro da água de Porto Alegre. A suspensão das atividades ocorreu, mesmo depois da empresa demonstrar que foi vistoriada 21 vezes em 51 dias, sem que nada de anormal fosse encontrado nas suas atividades. Agora, sem a Cettraliq, cujas atividades foram encerradas, a quem os gestores públicos irão culpar pelo cheiro e o odor da água?

PADILHA AVISA: VOLTA EM 10 DIAS

padilha

 

O ministro Eliseu Padilha, licenciado do cargo de chefe da Casa Civil da presidência da República, revelou neste sábado em conversa com o colunista, que deve reassumir o cargo em até dez dias. Tudo depende da avaliação médica. Padilha, nesta segunda-feira vai se submeter a um procedimento cirúrgico da próstata, no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. Na tarde de sábado, Padilha disse a este colunista que “a previsão do médico é de repouso entre cinco e dez dias. Vamos rezar para que seja o menor possível”.

“VOZ FORTE” DO PLANALTO

Resultado de imagem para padilha e temer

Neste final de semana,em matéria assinada pelas jornalistas Geralda Doca, e Cristiane Jungblut, o jornal O Globo faz um balanço do cenário político que cerca o presidente Michel Temer, e conclui, com base em fontes do Palácio do Planalto, que a importância de Padilha no governo é fundamental,a tal ponto eu o temor da equipe econômica é o de que,sem a sua presença, as propostas para a Previdência sejam desfiguradas. Padilha, assinala o texto, “é visto como a voz forte do Planalto na condução dos projetos”. Essa posição privilegiada do ministro gaúcho no cenário nacional, naturalmente suscita, em razão dos vários interesses envolvidos nas questões de governo geridas pela Casa Civil, o tradicional “fogo amigo”.

O IMBRÓGLIO YUNES X PADILHA

Mencionado em versão do advogado José Yunes em uma versão sombria, segundo a qual, teria recebido em seu escritório um envelope contendo dinheiro enviado pelo lobista Lúcio Funaro, a seu pedido, Eliseu Padilha nega com veemência esta narrativa. O advogado José Yunes e Padilha são velos amigos do presidente Michel Temer. Yunes deixou a assessoria especial de Temer no final do ano,depois que teve seu nome mencionado em denúncias vinculando-o a recursos oriundos de empresas investigadas em processos da Operação Lava Jato.

CONTRAPONTO

Resultado de imagem para lucio funaro

O jornalista Políbio Braga publica em seu blog a informação de que Lúcio Funaro negou na sexta-feira as declarações dadas pelo ex-assessor especial da Presidência da República José Yunes à PGR (Procuradoria-Geral da República) sobre um episódio envolvendo a entrega de um pacote a Yunes a pedido do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. De acordo com o seu advogado, Bruno Espiñeira, Funaro disse o seguinte:

1) Padilha não pediu nada a ele.

2) A versão de Yunes é mentirosa.

Eliseu Padilha disse em Porto Alegre que não conhece Funaro e que o caso narrado por Yunes é fantasioso. Ele se colocará à disposição da Justiça para uma acareação com Yunes, Padilha e o ex-executivo da Odebrecht Cláudio Melo Filho. Funaro está preso em Brasília desde julho de 2016.

SERRAGLIO É GAÚCHO DE ERECHIM

A indicação do deputado federal Osmar Serraglio, do PMDB, para o ministério da Justiça, acabou contentando um espectro tão amplo, que inclui desde as bancadas do PMDB e do PSDB, até a Bancada ruralista, da qual o deputado vinha sendo um dos protagonistas na defesa de propostas de interesse do grupo. Deputado há cinco mandatos, Serraglio ganhou notoriedade como relator da CPI dos Correios, que foi o embrião da CPI do Petrolão. Eleito pelo Paraná, o novo ministro é gaúcho, nascido em Erechim.

ROMPIMENTO INVISÍVEL

O deputado Fabio Ramalho, do PMDB, vice-presidente da Câmara, promoveu ontem um movimento isolado, anunciando o rompimento com o governo, depois da indicação de Serraglio. Ele defendia a indicação de um mineiro para o ministério da Justiça. Na verdade, o governo deixou de levar a sério o deputado mineiro, depois que ele,em profunda avaliação política, concluiu que o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, “tem influencia zero no governo e no Congresso”.

AÇÃO PARA PREVENIR TRABALHO INFANTIL

Sem título

Um movimento importante foi realizado ontem pelo Ministério Público do Trabalho, para prevenir ocorrências de trabalho infantil. A pocuradora do Trabalho Patrícia de Mello Sanfelici, representante regional da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho de Crianças e Adolescentes (MPT) reuniu em Porto Alegre, 21 representantes de secretarias da Educação de 14 municípios da região Metropolitana e do Litoral. A reunião integrou o Projeto Estratégico “Resgate a Infância”, que está sendo implantado pelo MPT, a partir de seus três eixos: políticas públicas, educação e profissionalização. O objetivo do Projeto é prevenir e combater o trabalho infantil, conscientizar a sociedade, fomentar políticas públicas, promover a formação profissional e proteger o trabalhador adolescente.

FABIANO PEREIRA CAUSA RUÍDOS NA BASE

Resultado de imagem para fabiano pereira

O nome do ex-deputado Fabiano Pereira, indicado pelo PSB para ocupar a Secretaria do Trabalho, agora absorvida pela pasta da Justiça e direitos Humanos, encontra algumas objeções entre deputados da atual base do governo. A ação forte de Fabiano, ainda como deputado do PT no governo Yeda Crusius (PSDB) deixou um efeito residual negativo em alguns deputados do PMDB, PP e PSDB.

O Blog de Flavio Pereira