EM PAUTA, O NOVO HÁBEAS DE LULA

Mais tarde, já no STF,o ministro Lewandoski participou do inicio do julgamento pela Segunda Turma, do habeas corpus em favor do ex-presidente Lula,condenado a 12 anos e um mes de prisão. Os advogados pedem a anulação de todo o processos, alegando que o convite do juiz Sergio Moro para integrar o futuro governo o tornaria suspeito. Quando já estava 2 x 0 contra, o ministro Gilmar Mendes pediu vista, interrompendo o julgamento do pedido de habeas corpus. Votaram contra os ministros Edson Fachin e Cármem Lúcia. Ricardo Lewandoski, voto que se especula,a favor de Lula,ainda não votou. A expectativa final é de 3×2 contra Lula.

Deixar uma resposta