Até parece Fake News: Mas Edson Fachin, do STF protegeu tráfico no Rio,e MST na Bahia!

As duas notícias são tão absurdas, que até poderia parecer Fake News. Mas mostramos o fatos e o número dos processos que tramitam no STF! O  ministro Edson Fachin, do STF, cuja origem está ligada à defesa do MST, o famigerado e clandestino Movimento dos Sem Terra no Paraná, determinou ainda no mês de agosto, a pedido do PSB, o Partido Socialista Brasileiro, a suspensão da realização de incursões policiais para o combate ao tráfico e outros crimes em comunidades do Rio de Janeiro, enquanto perdurar o estado de calamidade pública decorrente da pandemia da Covid-19. A decisão do ministro, no âmbito da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 635 foi referendada pelo plenário do STF.

Agora, o STF deixa o MST à vontade

Agora, o ministro Edson Fachin volta a agir na mesma toada do cerceamento das ações de forças de segurança pública. Desta vez, determinou à União que retire dos Municípios de Prado e Mucuri, na Bahia, onde existem assentamentos do INCRA, todo o contingente da Força Nacional de Segurança Pública enviado ao local para apoiar o cumprimento de uma ordem judicial de reintegração de posse. Segundo o INCRA, foram registradas “operações criminosas nos assentamentos”. A decisão de Fachin se deu na concessão parcial de medida liminar na Ação Cível Originária (ACO) 3427, ajuizada pelo governador petista Rui Costa, da Bahia, e ainda será submetida a referendo do Plenário.

Deixar uma resposta