Em Porto Alegre, prefeito Marchezan pode ser cassado na terça. Antes, vai restringir atividade econômica.

Derrotado na eleição, o prefeito de Porto Alegre, o tucano Marchezan Júnior admitiu ontem que vai voltar atrás nas liberações de atividades econômicas na capital gaúcha,e adotar restrições maiores. O caminho mais suave será a redução do horário de funcionamento de diversas atividades comerciais, como bares e restaurantes.

Marchezan poderá perder o cargo na próxima terça-feira, dia 1° de dezembro, quando a Câmara votará o seu processo de impeachment. O vice de Marchezan, Gustavo Paim (PP), também disputou – e perdeu – a eleição.

Deixar uma resposta