Ligeiro,Toffoli arquivou antes de sair da presidência do STF, 12 inquéritos de Sergio Cabral.

Antes de deixar a presidência do STF, o ministro Dias Toffoli decidiu arquivar um total de 12 inquéritos que haviam sido abertos com base na delação premiada do ex-governador do Rio Sérgio Cabral. O acordo de Cabral foi fechado com a Polícia Federal.

É bom lembrar que, no início do ano, o relator da Operação Lava-Jato no STF, ministro Edson Fachin, decidiu validar o acordo de colaboração premiada firmado por Cabral com a Polícia Federal. O acordo foi homologado pelo Supremo por envolver autoridades com prerrogativa de foro privilegiado, como ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e políticos.

Deixar uma resposta