SENADO QUER PROTAGONISMO

Tem um sentido claro a articulação relâmpago do presidente do Senado, o senador derrotado no Ceará Eunício Oliveira(MDB-CE), para aprovar o reajuste de 16,38% nos salários de ministros do Supremo Tribunal Federal(STF) que agora segue para sanção presidencial. O Senado, com vários senadores derrotados na atual eleição, ignorou os apelos do presidente eleito Jair Bolsonaro,e mandou um recado: quer protagonismo no futuro governo. Com o aumento, o teto do funcionalismo público passa de R$ 33.763,00 para R$ 39.293,32. O reajuste terá um efeito em cascata para a União e para os Estados.

Deixar uma resposta