Delator afirma que petista André Ceciliano, governador em exercício do Rio, também recebeu propina da saúde.

Mais um capítulo na novela do escândalo de corrupção na saúde do estado do Rio de Janeiro. Na sua delação premiada,o ex-secretário de Saúde do Rio Edmar Santos disse com detalhes, que o deputado petista André Ceciliano, presidente da Assembleia Legislativa, e atual governador em exercício deixou claro que parte dos R$ 100 milhões doados pelo Legislativo para o combate à pandemia seria desviada a partir de um esquema de transferência de valores a prefeituras do interior do estado.
Segundo Edmar, o dinheiro da propina seria dividido com o então vice-governador Cláudio Castro.

Deixar uma resposta