Ação combate novo caso de corrupção com verbas da saúde em prefeitura do Rio.

Continua a apuração dos caos de corrupção envolvendo dinheiro liberado pelo governo federal para que governadores e prefeitos adotassem medidas de enfrentamento ao Covid.A secretária de Saúde de Magé, na Baixada Fluminense, Carine Tavares, foi presa durante uma operação da Polícia Federal, nesta quinta-feira. Ela é suspeita de integrar um esquema que teria desviado mais de R$ 9 milhões do Sistema Único de Saúde (SUS). A ação foi batizada de Garrote – medida utilizada para estancar sangramentos, em alusão ao encerramento da sangria dos cofres públicos na saúde.

Deixar uma resposta