PORNOGRAFIA E OFENSAS A BOLSONARO NA UFSM

O advogado Gustavo Moreira protocolou uma representação no Ministério Publico Federal, e ajuizou ação popular contra a UFSM, Universidade Federal de Santa Maria, em relação ao cursinho Alternativa, mantido pela instituição dentro do seu campus. Segundo a denúncia do advogado, o conteúdo das apostilas do cursinho apresenta dezenas de materiais pornográficos e de baixa depracação. A denuncia aponta ainda para agressões morais criminosas praticadas contra o presidente Jair Bolsonaro, apresentado em uma charge com uma camiseta com a suástica nazista, tudo no âmbito da Universidade Federal de Santa Maria.

Deixar uma resposta