“CHICANA CANHESTRA” NO CASO DO HC

“CHICANA CANHESTRA” NO CASO DO HC

O procurador regional Maurício Gotardo Gerum, representante do MPF no julgamento de Lula no caso do Triplex de Guarujá, manifestou-se sobre a atitude do desembargador plantonista que acolheu pedido da defesa de Lula e determinou monocraticamente, a concessão do habeas corpus ao réu que cumpre pena em Curitiba: ““A impressão que tive foi a de que a impetração do habeas pelos parlamentares advogados na sexta-feira à noite foi a chicana mais canhestra e acintosa que eu já presenciei nos meus anos de profissão. Por um cacoete de uma vida que já se acostumou às baixezas e vilanias que povoam nosso caquético mundo político, patrocinou-se um movimento que procurou contaminar o processo judicial com essa falta de maturidade democrática”.

Deixar uma resposta