Auxílio emergencial foi principal fonte de renda dos 93% dos mais pobres

O auxílio emergencial de R$ 600 foi a principal fonte de renda de 93% dos domicílios mais pobres do país e conseguiu elevar o padrão de vida em 23 milhões de residências brasileiras. É o que aponta um estudo da Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia.
Divulgada nesta quarta-feira (08/07), a nota informativa da SPE busca avaliar a distribuição e o impacto do auxílio emergencial nas diversas camadas sociais do país. E declara que o benefício “conseguiu atender seus objetivos ao se concentrar nos informais, desocupados e fora da força, em especial, nos decis mais baixos da distribuição”.

Deixar uma resposta