Rodrigo Maia defende anistia para crimes ocorridos antes de 2014.

O presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia entende que crimes de corrupção ocorridos antes de 2014,como no caso do ex-deputado e seu compadre Alexandre Baldy, não deveriam ser punidos.
Maia criticou a prisão de Baldy, considerando arbitrário “prender uma pessoa por um fato ocorrido há seis,sete anos atrás”.
Embora preso na quinta-feira,e tendo a prisão mantida pelo Tribunal Regional Federal da 1a. Região,tendo em vista o peso das provas de desvios de dinheiro da saúde, às 2h45min da madrugada de sábado,o ministro Gilmar Mendes,do STF,mandou soltar Baldy.

Deixar uma resposta