QUEM SERÁ O MINISTRO “TERRÍVELMENTE EVANGÉLICO”

Depois que o presidente Jair Bolsonaro prometeu indicar para uma das vagas do STF a serem abertas nos próximos anos, um ministro “terrívelmente evangélico”, três nomes despontam: o chefe da Advocacia-Geral da União, André Luiz Mendonça. Pastor da Igreja Presbiteriana, o ministro de 46 anos tem sido elogiado por sua atuação considerada técnica. O juiz federal Marcelo Bretas, da Operação Lava Jato, no Rio, e frequentador da Comunidade Evangélica Internacional da Zona Sul. O outro cotado é o juiz federal William Douglas , escritor de livros cristãos, coach motivacional e pregador em diversas denominações evangélicas.

Deixar uma resposta