PROVA ILÍCITA TEM VALOR?

O jurista Carlos Veloso, que foi Ministro do Supremo Tribunal Federal entre 1990 e 2006, declara taxativamente que os vazamentos de conversas entre o ministro da Justiça, Sergio Moro , e o procurador da República Deltan Dallagnol não devem virar trunfos jurídicos para os criminosos acusados pela Lava-Jato , ou enfraquecer as investigações contra corrupção, já que as provas “são ilícitas”.

Deixar uma resposta