PRESTÍGIO DE BOLSONARO: O MEDO DOS CONGRESSISTAS

O verdadeiro motivo para a não aprovação do texto original encaminhado pelo governo no entanto, é o temor de que os seus efeitos positivos na economia do país,fizessem disparar o prestígio do presidente Jair Bolsonaro. No início de maio,o deputado Paulo Pereira da silva,presidente licenciado da Força Sindical, admitiu que a reforma, na proposta encaminhada pelo governo – que prevê uma economia de até de R$ 1 trilhão em dez anos –, ajudaria na reeleição do presidente Jair Bolsonaro. “Precisamos de uma reforma da Previdência que não garanta a reeleição do Bolsonaro”, disse Paulinho.

Deixar uma resposta