POLICIA FEDERAL PEDIU A PRISÃO DE LULINHA.

Passados alguns dias,agora se confirma que a Polícia Federal havia pedido a prisão de Lulinha, Kalil Bittar e Jonas Suassuna. A PF apura suspeitas de que o Sítio de Atibaia foi adquirido com recursos oriundos de contratos superfaturados fechados pelo grupo Oi/Telemar com empresas controladas por Fabio Luis Lula da Silva, o Lulinha, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O ex-presidente já foi condenado em duas instâncias judiciais por ter se beneficiado de reformas feitas no sítio. Elas foram feitas por empreiteiras e estavam, segundo a denúncia, vinculadas à corrupção na Petrobras

Deixar uma resposta