PGR DENUNCIOU PROPINAS DE R$ 3 MILHÕES PARA MINISTRO VITAL DO REGO

A ex-procuradora-Geral da Republica Raquel Dodge, em ofício ao STF definiu os fatos contra Vital do Rego:

“Registre-se que o repasse de valores espúrios a Vital do Rêgo, travestido de doação eleitoral oficial, foi usado para camuflar a real intenção das partes, tratando-se de nítido negócio simulado para encobrir a formalidade de transferência de recurso, que não era outro senão adimplir a vantagem indevida e viabilizar a blindagem da convocação dos executivos à CPI da Petrobras. Com efeito, a doação oficial em tais casos pode configurar mecanismo de dissimulação para a o repasse de dinheiro ilícito, fruto de corrupção, o que caracteriza o delito de lavagem de capitais. A Justiça Eleitoral foi apenas o instrumento utilizado para o fim de dissimular a origem espúria e criminosa.”

Depoimentos indicam pagamentos de 3 milhões de reais a Vital por meio de celebração de contratos fictícios. Por meio de doação oficial, o chamado caixa um, ele teria recebido mais 1 milhão de reais.

Deixar uma resposta