Pesquisadores descobrem microtecnologia na “vacina” da Pfizer

Grafeno e microtecnologia encontrados nas tais “vacinas do Covid”.

O especialista em bioestatística, microbiologia clínica, epidemiologia e imunologia clínica, Ricardo Delgado Martín, criador do site La Quinta Columna, há meses vem apresentando vídeos no site de notícias alternativo Orwell City sobre o grafeno e microtecnologia encontrados nas tais “vacinas do Covid”.

Segundo as pesquisas de Ricardo Delgado, a inoculação de toda a população mundial com óxido de grafeno encontrado nas “vacinas” AstraZeneca, Moderna, Janssen e Pfizer visa a neuroestimulação e mapeamento cerebral de toda a população, a fim de alterar seus padrões de comportamento.
Artigo publicado na revista Nature,(Graphene active sensor arrays for long-term and wireless mapping of wide frequency band epicortical brain activity) descreve que sensores de grafeno são utilizados para esse fim, uma vez que esse material capta efeitos eletrofisiológicos neuronais e pode ser estimulado remotamente e sem fio por campos de micro-ondas (torres de telefonia)

Leave a Reply