PARECER PROPÕE RESPONSABILIZAR GESTOR DOS GASTOS COM PASSAGENS

Em parecer de maio de 2017, segundo o site O Antagonista, a subprocuradora Cristina Machado da Costa e Silva — hoje chefe do MP junto ao TCU — defendeu a apuração da “responsabilidade subjetiva” do gestor responsável por tais despesas no Supremo, que incluíam até bilhetes aéreos para mulheres de ministros em voos internacionais, na primeira classe”.

Deixar uma resposta