SEPARANDO A CRISE POLÍTICA DA ECONOMIA

2m68jnl

Em um dia marcado por atos terroristas na Esplanada dos Ministérios em Brasília, ainda assim, o  bom senso parece ter chegado às principais lideranças políticas da base do governo em Brasília. A base aliada resolveu acelerar a votação das matérias econômicas e, se possível, das reformas trabalhista e econômica, mesmo sem a certeza de que o presidente Michel Temer permanecerá no cargo por causa da crise política. A intenção, com essa estratégia, é blindar a economia das turbulências vividas pelo país, apesar da tentativa da oposição de obstruir os trabalhos — exceção feita terça-feira à aprovação da medida provisória que autoriza os saques do FGTS das contas inativas. A amostragem de ontem, com ameaça física a deputados, mostrou que a estratégia de votar será tarefa bem  difícil.

RONALDO CAIADO

 

imagem_materia

 

Uma das vozes entre os aliados do governo, ainda com credibilidade no Congresso, o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) vem pregando que . “Temos de pensar no Brasil e deixar que a Lava-Jato e a Polícia Federal façam o trabalho deles”.

MINISTRO DA FAZENDA MANTÉM AGENDA POLÍTICA

download

Experiente na área econômica, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, tem dado declarações explícitas de que é preciso separar a economia da crise política e, se preciso for, minimizar a presença do presidente Michel Temer no Palácio do Planalto. “Estamos engajados nas reformas e vamos continuar. O Brasil viveu momentos diferentes e circunstâncias políticas diferentes no passado recente, mas estamos saindo da crise” afirmou esta semana.

ATAQUE A QUADRILHAS

fernandinho-beira-mar

Não só as quadrilhas de políticos são alvo de operações policiais de vulto. A quadrilha de Fernandinho Beira-Mar foi alvo ontem, de operação da Polícia Federal, com mandados sendo cumpridos no Distrito Federal, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Paraíba e Ceará. Conforme as investigações o traficante ampliou seus negócios de dentro da cadeia, onde está há 11 anos. Há algum tempo, bens em nome de Fernandinho Beira Mar foram localizados no município gaúcho de Novo Hamburgo.

CARLOS GOMES QUER TARIFA ÚNICA DE ICMS PARA A RECICLAGEM

ta_combinado

Os deputados federais Carlos Gomes (PRB) e Mauro Pereira (PMDB) solicitaram esta semana, a instituição de uma alíquota única de ICMS em todos os estados do país e no Distrito Federal para produtos feitos com material reciclado, em agenda com o secretário-executivo do Confaz, o Conselho Nacional de Política Fazendária, Manuel Teixeira, e a procuradora da Fazenda Valéria Saques.

SENADORA ANA AMÉLIA: “DONOS DA JBS FICARÃO LIVRES,LEVES E SOLTOS?

Em discurso na tribuna do Senado, senadora Ana Amélia (PP-RS)

A senadora Ana Amélia é bastante clara em dois posicionamentos sobre a crise: defende a renúncia do presidente Michel Temer. E sobre os donos da JBS, disse do plenário do Senado: “Mesmo que tenham revelado crimes graves envolvendo o presidente da República, senador, deputado e outros agentes públicos, os donos da JBS também são responsáveis pelos prejuízos incalculáveis causados ao país. Somente nos governos Lula e Dilma, a JBS cresceu 8.900%, com aportes públicos bilionários do BNDES, Fundos de Pensão e muita corrupção. Depois de tudo, ficarão impunes, livres, leves e soltos?”

PADILHA REÚNE LÍDERES DE PESO DO MERCADO FINANCEIRO

COTA-PMDBEliseu-PadilhaReproducao-FB

O principal articulador político do governo, ministro Eliseu Padilha, da Casa Civil da presidência da República, fez um movimento importante: reuniu representantes de entidades do setor financeiro, que  manifestaram apoio às reformas em tramitação no Congresso. O presidente da Federação Brasileira de Bancos, Murilo Portugal Filho, disse a Padilha, que defende a tramitação célere no Senado Federal do projeto de lei que moderniza a legislação trabalhista. O relatório da medida foi apresentado e discutido ontem na Comissão de Assuntos Econômicos. Vice-presidente da   Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito e Serviço (Abecs), Rômulo de Mello Dias também elogiou o compromisso do governo federal com as reformas. Ele acrescentou que o andamento da agenda econômica, que gerou otimismo no Brasil, precisa ser mantido. Também participaram do encontro representantes da Confederação Nacional das Instituições Fiananceiras , da Associação Brasileira das Empresas de Leasing , da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento  e da Associação Brasileira de Administradores de Consórcio.

BALÃO DE ENSAIO

Balao_ensaio

Ao liberar ontem a sua base para votar alguns dos projetos que estão na pauta da Assembléia gaúcha, o governador José Ivo Sartori quis na verdade, promover um balão de ensaio pra avaliar como anda o comportamento dos aliados. Foi um teste para as votações mais difíceis, das reformas mais polêmicas, incluindo privatização de estatais,que devem ocorrer em meados de junho.

RS 100 MILHÕES PARA GRAVATAÍ

 

fim_da_greve_dos_municipais___marco_alba___dj__10_-313762

 

O prefeito de Gravataí, Marco Alba PMDB) promoveu um movimento importante esta semana,ao assinar  com o CAF (Corporação Andina de Fomento) termo de compromisso para investimentos de R$ 100 milhões na infraestrutura de Gravataí, dentro do Programa de seu governo “Cuidando da Cidade”. O projeto de R$ 100 milhões será investido principalmente em ações de pavimentação – urbanas e rurais, reestruturação de vias e duplicações, totalizando mais de 80 km de asfalto.

 

A QUEIXA DO TIO DE AÉCIO

images-cms-image-000546039

 

 

 

 

 

 

 

Repercute nas redes sociais a manifestação do  desembargador aposentado Lauro Pacheco de Medeiros Filho, pai de Frederico Pacheco de Medeiros, o Fred, primo do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). Ele afirma que “falta qualidade moral e intelectual” ao tucano. Fred foi preso na Operação Patmos, na quinta-feira passada, após ser filmado buscando uma mala com R$ 500 mil – o dinheiro seria propina da JBS, supostamente a pedido de Aécio. O pai de Fred usou a internet para atacar Aécio. “Aécio: meu filho Frederico Pacheco de Medeiros está preso por causa de sua lealdade a você, seu primo. Ele tem um ótimo caráter, ao contrário de você, que acaba de demonstrar não ter, usando uma expressão de seu avô Tancredo Neves, ‘um mínimo de cerimônia com os escrúpulos’.”

ELISEU PADILHA: “VIVEMOS A SAÍDA DA CRISE”

Imagem relacionada

Chefe da Casa Civil da presidência da República,o ministro gaúcho Eliseu Padilha, ao avaliar o primeiro ano do governo Temer,que se completa nesta sexta, admite que a reversão do quadro cômico ainda não ocorreu como o governo deseja. Na avaliação feita a Folha de S. Paulo, Padilha aponta como ponto forte desse governo, o resultado de uma articulação firme, algo importante no atual sistema que atua como uma espécie de parlamntarismo: “a constituição de uma aliança forte com o Legislativo, uma base de sustentação não vista em tempo de democracia no país. São 411 deputados, dos quais 330 votam sistematicamente com o governo.” Mesmo assim,ele manda um recado claro pra a base: “Ou tu é governo ou tu é oposição. Quem não vota com o governo dá sinais de que não gostaria de continuar.”

A LIÇÃO DO DR. ARIEL DOTTI, 83 ANOS

Resultado de imagem para René Ariel Dott

Um dos mais experientes e renomados advogados na área do Direito Penal,o professor René Ariel Dotti, 83 anos, que atua como assistente de acusação,defendendo a Petrobrás no processo do Triplex do Guarujá,criminal em que o ex-presidene Lula é réu, chamou a atenção pela lição de ética e profissionalismo que proporcionou, diante das insistentes,e grosseiras intervenções do seu colega, o defensor do réu, Cristiano Zanin. A certa altura, Dotti dirigiu-se o Juiz Sérgio Moro e à assistência da audiência para demarcar sua posição em relação a uma contradição apontada por Moro nas declarações de Lula: “O magistrado tem o interesse de apurar o ato, e as condições pessoais do acusado na individualização da pena, se for o caso, seus antecedentes, sua moral inclusive. O juiz pode perguntar porque é matéria de fixação da pena. Parece que não se respeita a autoridade do juiz do caso,inclusive falando sem pedir previamente a palavra. Proteste contra o juiz, recorra contra o juiz,mas não enfrente o juiz na audiência.” A manifestação do Dr. Dotti viralizou nas redes sociais.

SOBRE A CRISE

Resultado de imagem para eliseu padilha

Eliseu Padilha identifica sinais de que a crise está se dissipando,e explica que “temos sinais de reversão da crise. No começo, não são muito fortes. Vem uma crise profunda, estabiliza e, depois, começa a sair dela. Vivemos a saída da crise,” e sinaliza eu logo adiante já será percebida essa reversão, “ no fim do segundo semestre deste ano e no primeiro semestre do ano que vem.”

O Blog de Flavio Pereira