Ninguém quer apurar a fraude: Óbitos por Coronavirus no Brasil seriam 240 mil ao invés dos 580 mil?

Leia a coluna do jornalista Flavio Pereira no jornal O SUL: https://www.osul.com.br/obitos-por-covid-19-no-brasil-nao-passariam-de-240-mil/

Os indícios de fraude são claros, mas ninguém quer investigar!

Dantas diz que TCU deve apurar relatório de covid incorretamente atribuído  ao órgão | Poder360

O auditor do TCU (Tribunal de Contas da União) Alexandre Figueiredo, recebeu agora uma suspensão de 45 dias sem salário e afastado, medida da qual cabe recurso.

Ele é acusado de ter divulgado o famoso estudo denunciando uma possível fraude na notificação de óbitos por Coronavírus por governadores e prefeitos no Brasil.

De acordo com o documento, apenas quatro em cada dez óbitos (41%) registrados por complicações da doença seriam efetivamente resultado da contaminação pelo novo coronavírus.

O estudo de Alexandre Figueiredo contraria grandes interesses políticos e financeiros, porque o repasse de recursos a estados e municípios está vinculado à notificação de óbitos por coronavírus.

Uma simples análise do número de óbitos no Brasil, no portal da transparência do registro civil demonstra que, se fossem verdadeiras as notificações de óbitos por coronavírus lançadas por estados e municípios a partir de 2018, não restaria espaço para óbitos por outras causas.

Pelo estudo do auditor do TCU, os óbitos verdadeiros por coronavírus no Brasil hoje não passariam de 240 mil.

Ao invés de checar o estudo, todo o sistema – Senado, deputados, governadores e agora, o TCU – preferem calar o seu autor.

Leave a Reply