O TAMANHO DA CRISE

Ao participar ontem da reunião promovida pela Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul, o governador gaúcho Eduardo Leite utilizou um exemplo para dar a real dimensão da crise das finanças do estado: “se recebêssemos R$ 100 bilhões, pagaríamos todas as nossas dívidas, mas terminaríamos o ano com um passivo de R$ 2 bilhões. O problema do RS é crônico e estrutural: o Estado gasta mais do que arrecada”, afirmou Leite.

Deixar uma resposta