O FUNDO ELEITORAL: VETA OU SANCIONA?

Ontem,quarta-feira, mais um vez o presidente repetiu o hábito. Saiu por volta de oito horas do Palácio da Alvorada e, no portão principal, fêz o motorista parar para que ele conversasse com dezenas de admiradores que o aguardavam para conversas,e selfies. Neste momento, não em assunto proibido. Ali, ele transforma a conversa, separado apenas pela cerca de proteção,no seu palanque diário. Alguns pediram ontem que Bolsonaro vetasse o Fundo Eleitoral de R$ 2 bilhões aprovado pelo Congresso Nacional para o orçamento de 2020. Sobre isso, lançou uma duvida que logo a seguir pautou imprensa e políticos: admitiu que está em dúvida,e até cogitou que haveria a possibilidade de veto.

Deixar uma resposta