NOVA PLACA TRAZ INSEGURANÇA

A nova placa tem recebido criticas em razão dos problemas de segurança, como a falta de identificação do municipio de origem,e falta de lacre,o que facilitaria ações criminosas,conforme declarações do ex-superintendente da Policia Federal, e ex-secretário da segurança do estado delegado José Francisco Mallmann, que considera a placa “o sonho de consumo do crime organizado”. A adoção do sistema de placas do Mercosul foi anunciada em 2014 e deveria ter entrado em vigor em janeiro de 2016. Agora, uma nova alteração foi anunciada pelo Denatram: os departamentos de trânsito dos estados e do Distrito Federal terão até o dia 30 de junho de 2019 para implantar o novo modelo, que é utilizado apenas na Argentina e no Uruguai.

Deixar uma resposta