No Rio Grande do Sul, 12 regiões discordam da classificação de restrições.

Depois que, pelos critérios do governo gaúcho, mudou de três para 11 regiões com bandeira vermelha na classificação provisória do mapa de distanciamento controlado, o governo do Estado recebeu 12 pedidos de reconsideração de locais que estão definidos como de alto risco epidemiológico para o coronavírus.

Nem todas as regiões em vermelho recorreram. Conforme o governo, há pedidos feitos isoladamente por municípios. O governo não informa quem recorreu.

A piora no quadro se deve a níveis de hospitalização por covid-19 e de ocupações de leitos de UTI que não eram registrados há, no mínimo, dois meses. O mapa definitivo, a ser anunciado nesta segunda-feira (16), valerá para o período de 17 a 23 de novembro.

Deixar uma resposta