No Pará, secretário preso tinha notas fiscais de roupas da primeira dama.

As investigações da Polícia Federal têm encontrado por todo o País detalhes escabrosos, que mostram a ousadia com que se avança nos recursos públicos. No Pará, onde as investigações apuram desvios em 12 contratos na área da saúde, no valor de R$ 1,2 bilhão, a Polícia Federal descobriu uma curiosidade.
Na casa do ex-chefe da Casa Civil Parsifal de Jesus a Operação SOS, da PF, encontrou notas fiscais no valor de R$ 9,2 mil em roupas adquiridas para a primeira-dama, Daniela Barbalho, esposa do governador Helder Barbalho. O secretário da Saúde, o gaúcho Alberto Beltrame, pediu para deixar o cargo.

Deixar uma resposta