NA CASA CIVIL, RITMO FRENÉTICO

A agenda do ministro Onyx Lorenzoni é impressionante. Um dos primeiros a chegar no Palácio do Planalto, já encontra pela manhã sobre sua mesa questões de alta complexidade para dar andamento. Não é para menos: o presidente Jair Bolsonaro entregou ao ministro gaúcho o estudo sobre as 14 estatais brasileiras que iniciarão o processo de privatização, com a expectativa de arrecadar 2 trilhões de reais. O pacote que inclui os Correios e até a Casa da Moeda é uma das mais ousadas apostas da gestão, embora boa parte das propostas ainda depende de incerta aprovação do Congresso Nacional, onde é forte a pressão de funcionários das empresas públicas. Onyx recebe ainda parlamentares de diversos estados, com os quais costuma tirar a febre do cenário politico nacional,e regional.

Deixar uma resposta