MULTAS DESPROPORCIONAIS AOS CALOTES

header_BNDES-01

O Ministério Público e o Judiciário festejaram a devolução de R$ 600 milhões aos cofres da Petrobrás. Diante dos rombos no BNDES, o MP deveria ser mais rigoroso na cobrança de multas dos corruptos que autorizaram estas operações. Apenas para a Venezuela,foram R$ 5 bilhões pelo ralo.

Deixar uma resposta