MINISTÉRIO PÚBLICO DESCARACTERIZA ESCOLAS MILITARIZADAS

Parecendo disposto a avacalhar com a proposta de disciplina das escolas publicas militarizadas, o Ministério Público Federal da Bahia determinou que estes estabelecimentos não mais interfiram em coisas como corte de cabelo, cor das unhas e maquiagem dos estudantes ou os impeça de namorar e se manifestar politicamente. O modelo destas escolas tem crescido no País e faz com que uma escola municipal ou estadual passe a ter administração compartilhada entre a secretaria da educação local e a Polícia Militar. A proposta se assemelha ao que o governo Jair Bolsonaro anunciou este mês como prioridade para o Ministério da Educação.

Deixar uma resposta