MAIS LENHA NA FOGUEIRA DO TRIBUNAL DE CONTAS

Dados revelados ontem pela RBS a partir da Lei e acesso à Informação, demonstram que para comprovar viagens e garantir o recebimento de diárias,conselheiros e servidores apresentam notas fiscais com ítens inusitados, como pão de queijo,e até cerveja. O Tribunal de Contas Estado justifica que é utilizado o mesmo sistema adotado pelos deputados na Assembléia Legislativa. No Rio Grande do Sul, uma diária de conselheiro do TCE para deslocamento dentro do estado,está fixada em R$ 761.

Deixar uma resposta